Conclusões
Home  I  Índice   I  Livros  I  Links   I  Download   I  Quem Sou   I  Fórum Log

 
Conclusões
 
Conclusões     
 
(texto em elaboração, aguarde...)
 
 
Tudo isso parece intuitivo, então por que a Teoria dos Jogos?     
 
A Teoria dos Jogos sugere algumas técnicas para lidar com cenários complexos, mapeando jogadores, estratégias, resultados, incentivos e avaliando a seqüência de ações-reações antes de tomar uma decisão. Alguns poderiam dizer que tudo isso é muito intuitivo e não é preciso da Teoria dos Jogos ou qualquer outra ferramenta. Indivíduos, empresas, governos e exércitos já pensam por antecipação há séculos.

Isso pode ser verdade, mas é incompleto. Perder peso é intuitivo, basta controlar a alimentação e fazer exercício. Ser intuitivo não significa ser fácil. Se tudo se baseasse na intuição de antecipar movimentos, não existiram tantos tropeços estratégicos de empresas e pessoas.

A função de qualquer modelo de decisão é organizar o raciocínio e facilitar a comunicação. Existem várias pessoas com raciocínio muito bem organizado a ponto de conseguir mapear mentalmente todas as possibilidades, perfil dos demais jogadores, ações e reações, sem necessidade de técnicas, artifícios e analogias. Entretanto, como essa habilidade é muito individual, dificilmente essa pessoa consegue explicar os motivos da decisão e todo cenários de forma didática para compartilhar com os pares. A Teoria dos Jogos oferece um modelo para essa comunicação.

Como analogia, imagine qualquer outro modelo de economia e estratégia. As cinco forças de Porter, por exemplo, além de organizar o raciocínio nos cenários competitivos, ajuda um grupo de pessoas a focar em partes, encapsulando todo o contexto em cinco características (Novos Entrantes, Fornecedores, Clientes, Produtos Substitutos e Rivalidade dos Concorrentes). Uma pessoa com raciocínio estruturado poderia imaginar todo o cenário de forma intuitiva, mas dificilmente poderia se comunicar tão efetivamente se não existisse esse modelo de abordagem.

 
 



Comentários: [Deixe seu comentário] [Ocultar comentários]
Excelente trabalho. Uma visão estratégica difereciada. Extremamente útil e construtiva.  
Osiris M. Araújo Silva - osirisasilva@gmail.com - 28/2/2016 Votou como Muito Bom
Sem sombra de dúvidas conhecer o ambiente em que a sua organização está inserida irá proporcionar a mesma uma vantagem competitiva. As 5 Forças de Potter ajudarão bastante para essa análise dos cenários. Através do conhecimento de estratégias já tomadas por outras organizações no passado podem ajudar o gestor a saber o que tais empresas planejam, quais são suas possíveis atitudes e assim se preparar para agir de acordo com o que os concorrentes preparam. A exemplo podemos citar o seguinte caso: se duas empresas no ramo de automóveis encontram-se na seguinte situação: a empresa A fábrica um carros do tipo picup e a empresa B ainda não fabrica, porém quer expandir sua empresa atendendo também esta demanda. A empresa A está prestes a lançar no mercado um novo modelo. A empresa B pode aguardar o lançamento para assim lançar o seu modelo com um preço mais barato, porém analisa que se lançar antes pode pegar os clientes que aguardam o novo modelo da empresa A. Com esta simples demonstração encontramos uma situação que existem duas possibilidades de tomada de decisão, a Teoria dos Jogos é uma ferramenta que ajuda nesse tipo de situação.  
Kobylinski - ayrtoncapaverde@hotmail.com - 20/3/2014 Votou como Muito Bom
 


Deixe seu comentário sobre este artigo
  • (atenção com maiúsculas e minúsculas)
  • Should be Empty:
 
 
 
 
 
Follow teoriadosjogos on Twitter
 
Deixe seu comentario
 
Explore no site:

Artigos
Livros
Links
Download
Quem sou eu
Forum de Discussão
 
 
 


Direitos Reservados Fernando Barrichelo